SGSO – Sistema de Gerenciamento da Segurança Operacional

Embora os SGS sejam um avanço importante no gerenciamento da segurança, ele são apenas tão bons quanto sejam suas implementações

Sistemas de gerenciamento da segurança (SGS, do inglês safety management systems – SMS) é uma terminologia usada para se referir a sistemas abrangentes concebidos para gerenciar aspectos de risco de segurança operacional (“safety“, sistema de gerenciamento da segurança operacional – SGSO), de segurança contra atos ilícitos (“security“, sistema de gerenciamento da segurança contra atos ilícitos), de saúde (“health“, sistema de gerenciamento da segurança da saúde), de meio ambiente (“environment“, sistema de gerenciamento da segurança do meio ambiente) e em geral da indústria. Certas estruturas regulatórias e de fiscalização são aplicáveis. Um SGS (SMS) é a aplicação da gestão da qualidade de forma específica para a segurança. Objetivos do gerenciamento da segurança dos sistemas

Objetivos do gerenciamento da segurança dos sistemas:

  • Identificar as possíveis vulnerabilidades;
  • Planejar ações para amenizar ou eliminar as vulnerabilidades identificadas;
  • Manter a política de segurança da organização;
  • Acompanhar os acontecimentos no setor de segurança de informação no mundo;
  • Monitorar e otimizar a utilização dos recursos computacionais;
  • Colaborar na estabilidade e confiabilidade dos sistemas computacionais;
  • Garantir a integridade e disponibilidade das informações na organização;
  • Planejar e implementar uma política de segurança;
  • Criar uma cultura de segurança entre os usuários.

 

Os SGS se destinam a apoiar um movimento de afastamento da regulação prescritiva (que especifica os critérios que devem ser respeitados) em direção à regulação baseada em desempenho, que descreve os objetivos e permite que cada entidade regulada desenvolva seu próprio sistema para atingir os objetivos. Em outras palavras, a indústria deve desenvolver suas próprias políticas e sistemas para reduzir o risco, os quais devem incluir a implementação de sistemas para relatar e corrigir as deficiências. O reguladormodifica então sua ênfase em verificação da conformidade com os regulamentos, passando a examinar os sistemas organizacionais e sua efetividade.

Embora os SGS sejam um avanço importante no gerenciamento da segurança, ele são apenas tão bons quanto sejam suas implementações. Os SGS significam que as organizações precisam assegurar que estão cuidando de todos os riscos dentro da organização como um sistema único, ao invés de ter múltiplos e concorrentes “Silos de Gerenciamento da Segurança”.[5] Se a segurança não é vista de forma holística, ela pode interferir na priorização das melhorias ou até mesmo desprezar questões de segurança. Por exemplo, após uma explosão, em março de 2005, na Refinaria de Texas City da British Petroleum (BP), a investigação concluiu que a empresa havia colocado ênfase excessiva na segurança pessoal, ignorando portanto a segurança dos seus processos.O antídoto contra tal tipo de “pensamento em silo” (“silo thinking”) é a avaliação apropriada de todos os riscos, um aspecto chave de um SGS efetivo.

 

[Total: 0    Média: 0/5]
SGSO – Sistema de Gerenciamento da Segurança Operacional reviewed on 20/09/2016 by rated 4.7 of 5
Sobre Erick Peres 14 Artigos
Co-piloto de jatos executivos e bacharel em aviação civil. Atua como co-piloto de jatos em táxi aéreo. Diretor e instrutor da AlfaUno consultoria e treinamentos em aviação.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta